Imprimir

Comunicação - Notícias

IFIBE participa de seminário da Cresol Central


IFIBE participa de seminário da Cresol Central

Os professores Paulo César Carbonari e Valdevir Both participaram do seminário realizado pela Cresol Central nos dias 6 e 7 de agosto de 2014, em Piratuba, SC. O I Seminário de Educação Popular Cooperativista reuniu integrantes das cooperativas singulares e colaboradores do Sistema Cresol Central SC/RS. O seminário foi coordenado pelo Coletivo de Formação do Sistema que conta com a participação de vários colaboradores das bases de serviços, dirigentes das singulares filiadas e referências responsáveis pela formação, além dos professores do IFIBE, que fazem assessoria permanente ao Coletivo. O objetivo do evento foi de sensibilizar diretores e colaboradores da Cresol Central para compreender os desafios atuais para a educação popular cooperativista a fim de viabilizar a efetivação da política de formação permanentemente. O encontro também serviu para fazer o lançamento do Documento de Referência da Política de Formação da Cresol Central SC/RS elaborada para servir de base para a atuação neste tema.

O encontro contou com a assessoria de renomados pesquisadores, militantes e professores da educação popular, o professor Dinarte Beleto, a professora Selina Dal Moro e o professor Carlos Rodrigues Brandão. Belato e Dal Moro focaram o debate sobre em que chão fazer educação popular cooperativista com análise da situação e do contexto e seus impasses e desafios. Tema do primeiro dia. Já Brandão ajudou os participantes a refletir sobre o que significa fazer educação popular cooperativista nos dias de hoje, considerando as heranças da educação poular dos anos 1960 e 1970 e os desafios atuais, de modo particular os desafios do cooperativismo solidário e poular. Segundo ele a educação popular hoje é a construção de um caminho de enfrentamento do neoliberalismo, mas como são muitos os caminhos existem diversos enfrentamentos a serem feitos, o que abre para a efetivação de várias educações populares, cada uma delas capaz de responder às demandas de cada realidade. Por isso, faz todo o sentido pensar e praticar a educação popuar cooperativista.

As várias rodas de conversa e as cirandas de aprendizagem envolveram todos/as os/as participantes em vários momentos e em dinâmicas que permitiram participar ativamente dos temas em debate e também experimentar o sentido do que estava em discussão. O encontro foi encerrado com a realização de uma dinâmica de compromisso com a construção da educação popular cooperativista por todos/as os/as presentes. que simbolicamente levaram várias sementes para serem cultivadas nos vários espaços nos quais se faz formação e nos quais a Cresol atua.


Newsletter