Imprimir

Extensão | Atividades Filosóficas | Seminários Temáticos

Ecologia Integral (2015)


Apresentação

As reflexões filosóficas sobre a situação da humanidade e do mundo datam de longo tempo. A propósito se pode afirmar que desde sua origem, a filosofia sempre teve uma preocupação com o cuidado do mundo e com o futuro da humanidade. A filosofia nasce dentro de um contexto cosmocêntrico, cuja centralidade está na forma de organização ordenada desde o primado da essência presente na natureza. A reviravolta e a mudança de paradigma ocorrem depois de muitos anos, em especial, com a abertura da modernidade, tendo o homem como centro de tudo e como fonte do princípio ordenador de todas as coisas. Essa mudança foi paradigmática e gerou avanços significativos à ordem natural das coisas e dos próprios seres humanos. Críticos contemporâneos advogam em favor de mostrar que é exatamente no contexto moderno que muitos impactos de ordem ambiental começam a dar sinais de um descontrole, sobretudo com o auge do fenômeno da industrialização presente no século XIX. Dali para frente o mundo já não seria mais o mesmo e as mudanças passariam mais velozes e com impactos notáveis e escalas sem precedentes, constatação que se confirma no século XX e assusta no século XXI. O desequilíbrio é tamanho que populações inteiras começam a sentir as consequências pelo descaso frente aos avisos e preocupações antecipadas de cientistas, ambientalistas, filósofos, assim como em documentos da igreja que criticaram a lógica desmesurada do progresso econômico.

Frente a este contexto e acompanhando os sinais dos tempos, o Papa Francisco, faz um apelo à humanidade inteira a se conscientizar e mudar suas atitudes frente ao cuidado com a nossa casa comum. Convoca-nos a reflexão em vista de discernir e entender “a raiz humana da crise ecológica”: a tecnologia, a globalização do paradigma tecnocrático, a crise do antropocentrismo moderno e suas consequências, o relativismo prático e a inovação biológica a partir da pesquisa sem preocupações bioéticas e respeito às biodiversidades. Por outro, se tivermos presente a complexidade da crise ecológica e suas múltiplas causas, devemos reconhecer que as soluções não podem vir de uma única maneira de interpretar e transformar a realidade. É necessário recorrer também às diversas riquezas culturais dos povos, à arte e à poesia, à vida interior e à espiritualidade. Se queremos, de verdade, construir uma ecologia que nos permita reparar tudo o que temos destruído, então nenhum ramo das ciências e nenhuma forma de sabedoria pode ser transcurada, nem sequer a sabedoria religiosa com sua linguagem própria. A abertura às diferentes visões, posições, religiões e povos são passos fundamentais em vista de entender que o problema afeta a todos e que precisa de respostas que contemplem a Ecologia de modo Integral, compreendida desde a ecologia ambiental, econômica e social, a ecologia cultural, a ecologia da vida cotidiana, o princípio do bem comum, a justiça intergeracional, entre outros. Justifica-se, portanto, conhecer mais de perto, refletir mais a fundo e desencadear ações práticas e conjuntas tomando em conta as linhas de orientação e ação”: o diálogo sobre o meio ambiente na política internacional, o diálogo para novas políticas nacionais e locais, o diálogo e a transparência nos processos decisórios, a política e a economia em diálogo para a plenitude humana e todos os seres viventes.

 

Data

30 de setembro, 01 e 02 de outubro de 2015

 

Público

Docentes, discentes, pesquisadores, militantes sociais, lideranças eclesiais e público em geral.

 

Programa

A programação do evento será dividida em conferências, painéis e comunicações. As conferências serão realizadas à noite e os painéis e comunicações à tarde.

30/09 - Quarta-feira

19:00h Abertura e apresentação artístico-cultural
19:30h Conferência – Ecologia Integral: Repercussões, significado e desafios presentes na Encíclica Laudato Si
Prof. Dr. João Wohlfart (IFIBE)


01/10 -Quinta-feira

13:30h Comunicações
15:00h Painel – Ecologia Integral: Desafios e Perspectivas filosóficas
Pe. Dr. Elizandro Fiametti (ITEPA, Diocese FW)
Prof. Dndo. Olmar Paulo Mass (IFIBE)
Prof. Dr. José André da Costa (IFIBE)
19:00h Abertura e apresentação artístico-cultural
19:30h Conferência – Ecologia Integral e Bem Viver: alternativas populares de solidariedade
Dr. Marcos Arruda (PACS)


02/10 - Sexta-feira

13:30h Comunicações
15:00h Painel - Ecologia Integral: Desafios e Perspectivas às políticas públicas
Beth Foschiera (CCTAM/UPF)
Paulo Cornelio (GESP)
Paulo Cirne (APPA/MPE-RS)
19:00h Abertura e apresentação artístico-cultural
19:30h Conferência – Ecologia Integral: outros seres vivos aos humanos na Encíclica
Prof. Dr. Ricardo Timm de Souza (PUCRS)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comunicações

Serão realizadas entre os dias 01 e 02 de outubro em horários e salas indicadas.
Recomenda-se que a proposta dialogue com a temática do seminário.
Enviar para: seminario@ifibe.edu.br
Prazo inscrição: 14/09
Prazo divulgação de propostas aceitas: 24/09

Lista de propostas de comunicações aprovadas

Programação das comunicações

 

Orientações para proposta de comunicação

Os interessados em apresentar comunicação deverão enviar proposta que tematize e dialogue com a temática do seminário. As propostas deverão ser encaminhadas à coordenação do seminário através do e-mail seminário@ifibe.edu.br com documento anexado até dia 14 de setembro. A comissão técnica fará avaliação e aprovação e o retorno de aceite será realizado através de e-mail até o dia 24 de setembro.

Serão realizadas duas sessões de comunicações, conforme previsto no programa do evento. Cada sessão abrigará diversas comunicações em locais diferentes (se houver necessidade) sendo que cada sessão será acompanhada e coordenada por um professor designado pela Comissão Organizadora que definirá o cronograma das comunicações aprovadas informando data e local das sessões. Os comunicadores terão o tempo de quinze minutos para realizar a comunicação e ao final da sessão haverá trinta minutos para debate com ouvintes e/ou coordenador.

 

Comissão Científica – Avaliação das propostas de comunicações

Emitir parecer sobre as propostas de comunicação conforme previsto nas orientações para propostas de comunicação definidas pela Comissão Organizado.

 

Comissão científica

Ddo. Ésio Francisco Salvetti (IFIBE)
Ddo. Iltomar Siviero (IFIBE)
Dr. João Wohlfart (IFIBE)
Me. Nilva Rosin (IFIBE)

 

Coordenação

Moacir Filipin (IFIBE)
Iltomar Siviero (IFIBE)
Nilva Rosin (IFIBE)

 

Realização

IFIBE - Instituto Superior de Filosofia Berthier

 

Apoio

CCTAM/UPF; APPA; MPE-RS; GESP; AGENDA 21; CÁRITAS; PROJETO TRANSFORMAÇÃO; PASTORAIS SOCIAIS, ITEPA, CDHPF, CETAP

 

Inscrições e informações

Investimento: R$15,00

Locais para inscrição:
Na secretaria geral do IFIBE
E-mail: ifibe@ifibe.edu.br
Fone: (54) 3045 3277 - Ramal 2

 

Certificação

Os participantes receberão certificação nas seguintes modalidades:

Comunicador/a: mediante inscrição, pagamento da inscrição, cumprimento das normas para as comunicações, aprovação do resumo e apresentação da comunicação.
Ouvinte: 30 horas, mediante inscrição, pagamento da inscrição, e comprovação de frequência mínima de 75% das atividades.

 

Local

Instituto Superior de Filosofia Berthier (IFIBE)
Auditório Enrique Dussel
Rua Senador Pinheiro, 350 – Passo Fundo, RS
IFIBE - (54) 3045 3277

 


Visualizar R. Sen. Pinheiro, 350 - Vila Rodrigues em um mapa maior


Newsletter